Ser anarquista

Brasil - Greve Geral de 1917
Ser anarquista é ser forte,
É refletir a verdade;
É pensar na triste sorte
Desta pobre humanidade!

               É ser contra o banditismo
               Que se vê por todo mundo
               É querer o Comunismo
               Por ser humano e fecundo.

O anarquista ultrapujante
Quando fala às multidões,
Parece um astro gigante,
Da luz das constelações!

               Incita os povos escravos
               A lutar contra os senhores
               Criando exércitos de bravos
               Combatentes,vingadores.

Demonstra que a Humanidade
Tem de gozar sobre a Terra
Da maior felicidade
Que o raciocínio encerra!

                Se o burguês - monstro odioso -
                O condena à gilhotina,
                Por seu sangue generoso
                Se propaga a sã doutrina.

Ser anarquista, é ser grande
Não temendo o sacrifício,
É querer que ninguém mande
Pela força ou por suplício.

Nenhum comentário:

Postar um comentário